Dólar Hoje
 
  • AceguáUrgente

Parceria aplica calcário em propriedades de comunidade quilombola no Tamanduá

Atualizado: 16 de Ago de 2020

A Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR) entregou 90 toneladas de calcário na comunidade quilombola do Tamanduá. Ao total, foram contempladas 14 famílias com aplicação em 26,5 hectares.

O calcário agrícola é utilizado para corrigir a acidez do solo - Foto: Divulgação

Segundo o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Ricardo Medeiros, o calcário agrícola é utilizado para corrigir a acidez do solo. Ao mesmo tempo em que faz essa correção, também fornece cálcio e magnésio indispensáveis para a nutrição das plantas.


O uso correto do calcário, na quantidade certa e de acordo com as necessidades do solo potencializa o efeito dos fertilizantes aumentando sua absorção e proporcionando um melhor ambiente para o desenvolvimento do sistema radicular, permitindo que a raiz absorva água em profundidade e nutrientes nas quantidades necessárias para a nutrição da planta.


Medeiros explica que este efeito benéfico, reflete em aumento de produtividade. “Este será usado nas áreas de lavoura, pastagens, frutíferas e hortaliças, trazendo inúmeros benefícios para os produtores quilombolas”.


A distribuição para as famílias ocorreu nos dias 11, 12 e 13 de agosto, acompanhada pela extensionista rural social da Emater/RS-Ascar, Luana Lucas Alves, juntamente com as secretaria municipais de Desenvolvimento Econômico e Turismo e de Obras e Serviços Públicos de Aceguá, que foram as responsáveis por custear a aplicação do calcário nas propriedades.