Dólar Hoje
 
  • AceguáUrgente

Mercosul lança campanha digital contra o feminicídio

Com o slogan Mercosul livre de Feminicídio, os países que integram o bloco sul-americano lançaram na quinta-feira (25) uma campanha digital para sensibilizar seus cidadãos a combater o feminicídio. A campanha reforça a importância do anonimato nas denúncias feitas pela vítima ou por pessoas que presenciam atos de violência contra a mulher.




A campanha, promovida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), durante a presidência Pro Tempore brasileira do bloco, foi desenvolvida com base nos diálogos, na troca de experiências e no compartilhamento de boas práticas entre os países integrantes do Mercosul ao longo deste semestre, durante as reuniões realizadas, com o intuito de aprimorar o atendimento, o auxílio e a proteção às mulheres.


PUBLICIDADE

As denúncias podem ser feitas 24 horas por dia, todos os dias da semana mediante os seguintes canais de atendimento:


Argentina: Ligue 144 ou aqui.

Brasil: Ligue 180 ou aqui.

Paraguai: Ligue 137 ou aqui.

Uruguai: Ligue 911 ou aqui.



Países-membros e associados

Os países-membros do Mercado Comum do Sul são o Brasil, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai. Por descumprimento de normas do bloco, a Venezuela está suspensa do Mercosul desde 2016. A Bolívia, o Chile, o Peru, a Colômbia, o Equador, a Guiana e o Suriname são países associados ao grupo, criado na década de 1990.