• AceguáUrgente

Jk Mates: há 23 anos trabalhando com cuias artesanais personalizadas

Em cada parte do mundo, existem diferentes modos e formas de se produzir o artesanato. Cada região do planeta tem seu artesanato típico, que faz parte do folclore e revela usos, costumes, tradições e características de seus moradores.



Em Aceguá, a prática garante o sustento da família de José Quintana. Há 23 anos trabalha com artesanato em cuias para chimarrão. A especialidade são as personalizadas comnomes e dizeres à gosto do cliente.

.

Quintana conta que, iniciou, em 1997, quando o artesão José Cipriano Dias, se instalou na cidade para comercializar as cuias artesanais. “Iniciei trabalhando na lavoura, plantando e colhendo os mates”, recorda.

.

Foi aí que ele pegou gosto pelo artesanato, aprendeu e nunca mais parou de produzir. Suas criações já foram “exportadas” para longe. Ao longo desses anos, são muitos os clientes, que compraram as peças para presentear parentes e amigos, que residem em outros estados e países.

.

O negócio tem ajuda do filho, José Carlos, que até ano passado, se dedicava em tempo integral na elaboração dos pedidos junto com o pai. Ele completou o Curso Superior em Administração de Empresas e, hoje, trabalha como gerente em uma loja local. Mas, não abandonou a arte. Nas horas vagas, auxilia Quintana na produção dos pedidos, que não param de chegar. “A venda das cuias foi que deu a possibilidade do meu filho trabalhar durante o período de estudos. Era o sustento da família e da formação dele”, enfatiza Quintana.

.

A JK Mates está em novo endereço. Mudou-se para a rua 507, nº 250, a poucos metros da Prefeitura de Aceguá. Além das cuias personalizadas, são oferecidos outros tipos e modelos. No local, podem ser encontros, também, mateiras e bombas para chimarrão.

17 visualizações0 comentário