• AceguáUrgente

Integração no enfrentamento à covid-19

Uma série de ações conjuntas para enfrentamento da covid-19 estão sendo tomadas nas cidades de fronteira. Nos municípios de Aceguá, de ambos os lados da fronteira, as medidas restritivas foram intensificadas no comércio e um maior controle está sendo realizado.


Fiscalização atua verificando a temperatura corporal de visitantes - Foto: Mário Pereira

Foram instaladas barreiras sanitárias em pontos estratégicos, com agentes do Exército reforçando o monitoramento e a fiscalização da Prefeitura atua na exigência do uso de máscaras e na verificação da temperatura corporal dos visitantes. O município de Aceguá continua sem caso confirmado da covid-19 e tem apenas um suspeito em monitoramento.

Conforme informou o vice-prefeito e coordenador do Comitê de Operações de Emergência, Júlio César Monteiro, ao Jornal MINUANO, foi montado um grupo entre o município de Aceguá-Brasil e a intendência de Cerro Largo, que está realizando várias atividades em conjunto. Ele salienta que o departamento uruguaio conta com 10 casos confirmados. Monteiro ressalta que, por ser uma fronteira aberta, é muito difícil controlar o acesso de uruguaios ao município. Foram montadas barreiras sanitárias na entrada de Aceguá, do lado brasileiro, e em Noblia, no lado uruguaio. “O trânsito está bem menor, mas ainda há uruguaios que vêm ao município, semanalmente, fazer compras”, relata.



PUBLICIDADE


Os free shops uruguaios estão com restrição ao acesso as lojas de apenas três casais por vez. No último sábado (18), formaram-se filas na frente das lojas em Aceguá. “Realizamos a vacinação da gripe em conjunto e estamos verificando a temperatura de quem entra na cidade e nos funcionários da Prefeitura”, frisa. Já as pessoas que chegam no município para visita a parentes, ficam, segundo Monteiro, em quarentena, isoladas e monitoradas.


A cooperação entre os dois países foi tratada em maio, entre o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, e o governador do Estado, Eduardo Leite, do PSDB, em razão da morte de duas pessoas pela doença, em Rivera, cidade uruguaia que faz fronteira com o município gaúcho de Santana do Livramento. As ações abrangem os municípios fronteiriços: Santana do Livramento e Rivera, Chuí e Chuy, Aceguá e Aceguá, Quaraí e Artigas, Barra do Quaraí e Bella Unión e Jaguarão e Rio Branco.


Com as restrições, formaram-se filas em frente aos free shops - Foto: Mário Pereira