Dólar Hoje
 
  • AceguáUrgente

Escolas municipais de Aceguá retornam às aulas 100% presenciais

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Aceguá (SMED) realizou uma live no Facebook nesta segunda-feira, 18, para confirmar a volta das aulas 100% presenciais nas escolas municipais.



A data de retorno é na quarta-feira, 20 de outubro, e somente os alunos que tiverem comorbidades ou atestado médico podem optar por não regressar à escola neste momento. Estavam presentes na live o secretário de Educação, Júlio César de Godoy Monteiro, e a responsável pelo Setor Pedagógico da SMED, Traudie Cornelsen.


Segundo o secretário, não haverá tanta mudança, já que cerca de 90% estão frequentando a escola atualmente no município. Ademais, Monteiro diz que a vida já está voltando a praticamente ao normal, inclusive a realização de eventos e não tem porque as aulas não voltarem. “As escolas oferecem, hoje, uma proteção. É um lugar protegido da Covid”, reitera.


“A partir do dia 20 não haverá mais o envio de atividades pela internet”, afirma o secretário.

A responsável pelo Setor Pedagógico da SMED reforçou sobre a execução dos protocolos de segurança de forma correta, como o uso de máscaras. “Nós precisamos seguir mantendo os cuidados. Todos os profissionais que atuam nas escolas e nos transportes receberam orientações bem definidas de como proceder”, informou.


PUBLICIDADE

De acordo com Traudie, a secretaria junto com as escolas pretende concluir o ano letivo no dia 7 de dezembro. “Nós não tivemos nenhuma perda de dias letivos até então, e a gente vai procurar manter esse calendário escolar", garante.


“Os horários de ensino seguem reduzidos em 3 horas”, alega Traudie.

No dia 21 de junho, já havia iniciado o retorno gradual de ensino presencial, com aulas de reforço para os alunos que precisavam. Em seguida, no dia 9 de agosto, começou o sistema híbrido para os demais estudantes, o qual as turmas eram divididas e cada grupo revezava os dias para comparecerem à escola. Nos dois casos os pais podiam assinar um termo de responsabilidade que implicava na continuação dos estudantes não voltarem à instituição naquele instante. Condição que não será mais possível.



Texto: Joice Cougo